Mostrando postagens com marcador ESTADUAL. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ESTADUAL. Mostrar todas as postagens

sábado, 3 de agosto de 2019

7º ENCONTRO ESTADUAL DE VEÍCULOS ANTIGOS - NITERÓI – RJ - 03 A 04/08/2019

0 comentários

7º ENCONTRO ESTADUAL DE VEÍCULOS ANTIGOS - NITERÓI – RJ - 03 A 04/08/2019




Leia mais...

quinta-feira, 16 de maio de 2019

PARQUE ESTADUAL DE ITAÚNAS- CONCEIÇÃO DA BARRA - ES

0 comentários

PARQUE ESTADUAL DE ITAÚNAS- ITAÚNAS - ES


Atualização MAIO/2019
LEVEI MEU FILHO

O Parque apresenta ambientes como a mata de tabuleiro, fragmento florestal em extinção no Espírito Santo, restinga, dunas, ambientes estuarinos de mangues, uma extensão expressiva do rio Itaúnas e a mais representativa região de alagados do Espírito Santo. O bom estado de conservação destes variados habitats, aliado à grande diversidade de espécies vegetais, coloca a unidade como local de extrema importância para a manutenção de uma fauna riquíssima. Foram registradas mais de 414 diferentes espécies vegetais, 43 de mamíferos, 183 de aves, 32 de répteis, 29 de anfíbios e 101 de peixes. O Parque abriga ainda 23 sítios arqueológicos, locais de concentração de vestígios de assentamentos humanos pré-históricos como pedras lascadas, cerâmica indígena e diversos artefatos da época da colonização. Tudo isso caracteriza a singularidade e importância da unidade.

HISTÓRIA:
Foi criado pelo Governo do Estado do Espírito Santo, em 1991,através do decreto 4967-E e já no ano seguinte a UNESCO o declarou como Patrimônio da Humanidade por fazer parte da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Ganhou este nome porque nele se encontra o rio Itaúnas, um rio cuja bacia hidrográfica drena as águas de oito municípios.

ESTRUTURA:
O Centro de Visitantes fica na vila de Itaúnas, junto com a sede do Projeto Tamar. Mostra objetos encontrados nos sítios arqueológicos do parque, do período pré-colonial e colonial. O parque também ministra oficinas de artesanato, forró, pintura. 3762-5196. Centro de visitantes, 8h30/17h.

ATRAÇÕES/DICA:

Há passeios guiados a cavalo, de caiaque, canoa, jipe, bicicleta ou a pé.
Trilha do Tamandaré
Rio Itaúnas - Passado e Presente
Prensa de Farinha
Casa do Tamandaré
Trilhas e Acessos


INGRESSO (SUJEITO ALTERAÇÃO) :
Entrada: Franca


ESTACIONAMENTO:
Sem Estacionamento

CONTATO:
Telefone:  (27) 3762-5196 / (27) 99956-4904
E-mail: pei@iema.es.gov.br

ENDEREÇO: 
Endereço:  Município de Conceição da Barra, próximo à Vila de Itaúnas.
A partir da vila, onde está a sede, você atravessa a ponte sobre o rio Itaúnas e chega a pé, a cavalo ou de bike à área do parque (1 km).

MAIS INFORMAÇÕES/FONTE:
Site: https://iema.es.gov.br/PEI

Leia mais...

sexta-feira, 1 de março de 2019

PARQUE ESTADUAL CAVERNAS DO PERUAÇU - ITACARAMBI-MG

0 comentários
PARQUE ESTADUAL CAVERNAS DO PERUAÇU - ITACARAMBI-MG

Atualização MAR/2019


LEVEI MEU FILHO

           
O Parque Nacional Cavernas do Peruaçu é um local onde belas paisagens são emolduradas pela arte rupestre pré-histórica, em sítios arqueológicos milenares de importância internacional e suas cavernas de grandeza colossal.


HISTÓRIA:
A Unidade de Conservação foi criada em 1999, e possui área de 56.400 hecatares, que compreende os municípios de Januária, Itacarambi e São João das Missões, na região norte de Minas Gerais.


ESTRUTURA:
O Parque foi estruturado recentemente e possui trilhas, mirantes e passarelas de proteção a sítios arqueológicos. Possui também um grupo de condutores ambientais treinados e credenciados pelo ICMBio para garantir uma experiência segura e única, num passeio de tirar o fôlego.

ATRAÇÕES/DICA:

Trilha do Arco do André
A trilha do Arco do André, conta com mirantes naturais únicos, sendo dois deles o Mirante das Cinco Torres e do Mundo Inteiro, cavernas monumentais como a Caverna do Arco do Andre, Troncos e Cascudos, aonde nas duas últimas o Rio Peruaçu passa por dentro, complementando o cenário único formado pela beleza das rochas carbonáticas de calcário e pelo rio criando o espelho d´água com a cor de tom verde esmeralda.

- Distância aproximada: 8 km (ida e volta);
- Tempo estimado: 7h (ida e volta).
- Nível de dificuldade: semipesado.
- Atrativos: caverna, monumentos geológicos, sítios arqueológicos e observação da paisagem.


Caminho da Gruta do Janelão
A Gruta do Janelão é o principal atrativo do Parque. A grandiosidade da caverna é expressa em suas enormes dolinas, na imensidão de seus salões e em seus gigantescos espeleotemas. O paredão rochoso, logo na entrada, é um grande ateliê a céu aberto que conta a história da presença humana no Vale do Peruaçu. É na gruta do Janelão que está localizada a maior estalactite do mundo, a Perna da Bailarina.- Distância: 4,8 km (ida e volta).
- Tempo estimado: 5h30 (ida e volta).
- Nível de dificuldade: semipesado.
- Atrativos: caverna, monumentos geológicos, paredões com pinturas rupestres, sítios arqueológicos e observação da paisagem.

Caminho da Lapa Bonita e Lapa do Índio
A Lapa Bonita é uma das mais belas e ornamentadas grutas do Parque. Possui salões e galerias repletos de espeleotemas, além do salão coberto por sedimentos avermelhados, chamado de Salão Vermelho. A Lapa do Índio possui registros arqueológicos com painéis de pinturas rupestres que cobrem paredes inteiras e até mesmo o teto. Da Lapa do Índio também é possível apreciar o Mirante do Índio, em que se pode ver a abertura da Gruta do Janelão e toda a área do Centro de Visitantes Janelão.
- Distância: 1,5 metros (ida e volta).
- Tempo estimado: 2h20min (ida e volta).
- Nível de dificuldade: leve

Caminho da Lapa do Boquete
Na Lapa do Boquete encontra-se um dos principais e mais estudados sítios arqueológicos do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, onde foram encontrados alguns sepultamentos e é possível verificar a presença de um silo pré histórico - estrutura de armazenamento de alimentos.
- Distância: 1.2 km (ida e volta).
- Tempo estimado: 1h30 min (ida e volta).
- Nível de dificuldade: leve
- Atrativos: lapas, pinturas rupestres, escavações arqueológicas e observação da paisagem.

Caminho da Lapa dos Desenhos
Os recursos naturais do Vale do Peruaçu possibilitaram a produção de diferentes pigmentos e a realização de pinturas em alturas consideráveis. Na lapa dos Desenhos, pode ser observada toda a riqueza das pinturas rupestres do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, tanto em diferentes estilos quanto em técnicas. A trilha margeia o rio Peruaçu ao longo de uma exuberante mata de galeria, até o ponto onde esta dá espaço à mata seca.
- Distância: 2.6 km (ida e volta).
- Tempo estimado: 2h20 min (ida e volta).
- Nível de dificuldade: leve.
- Atrativos: paredões com pinturas rupestres, mata de galeria e mata seca.

Caminho da Lapa do Rezar

A Lapa do Rezar reúne toda a grandiosidade do cânion do rio Peruaçu à riqueza da arte rupestre pré-histórica. Abriga um sítio rupestre com pinturas e gravuras bem conservadas. Destacam-se também as dimensões do seu salão de entrada, que alcança 90 metros de largura e mais de 40 metros de altura, além da variedade e exuberância dos espeleotemas. Trata-se de um dos atrativos que mais exige esforço físico, com mais de 500 degraus, mas a chegada é recompensadora.

- Distância: 2.4 km (ida e volta).
- Tempo estimado: 3h30min (ida e volta).
- Nível de dificuldade: pesado.
- Atrativos: história regional, mata seca, mata de galeria, sítio arqueológico, paredões com pinturas rupestres, caverna escura e espeleotemas.

Caminhos da Lapa do Caboclo e Carlúcio

O paredão de pinturas rupestres da Lapa do Caboclo possui uma grande concentração de pinturas do estilo Caboclo, que foram descobertas pela primeira vez neste local e que são exclusivas do Vale do Peruaçu. No Caminho da Lapa do Carlúcio, o visitante encontrará mirantes onde é possível observar as variações da mata seca em diferentes épocas do ano, os cactos e a vegetação rupestre. A trilha segue pela mata de galeria até o início da gruta do Carlúcio, onde circunda as rochas provenientes do desabamento do teto da caverna.

- Distância: 2,6 km (ida e volta).
- Tempo estimado: 3h50 min (ida e volta).
- Nível de dificuldade: moderado.
- Atrativos: história regional, paredões com pinturas rupestres e gruta.



HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO (SUJEITO ALTERAÇÃO) :

De segunda a domingo, de 08 às 18 horas, sendo que a entrada nos atrativos é permitida até as 15 horas.

Melhores épocas do ano para visitação: Possui duas estações bem definidas, com algumas nuances entre elas:  De Novembro a Abril, época das chuvas, o verde predomina na paisagem. De Maio a Outubro, época da seca, a floresta perde completamente suas folhas e a paisagem fica bastante acinzentada.


INGRESSO (SUJEITO ALTERAÇÃO) :
Todas as visitas ao Parque Nacional Cavernas do Peruaçu devem ser previamente agendadas junto à gestão da Unidade.

ESTACIONAMENTO:
R

CONTATO:
(38) 3623-1038
(38) 3623-1039
email: cavernas.peruacu@icmbio.gov.br

ENDEREÇO:

BR 135, km 155, Comunidade do Fabião I, Januária – MG

A sede do Parque fica na comunidade do Fabião I, às margens da BR 135, km 155. Partindo de Januária, são 45 km.


MAIS INFORMAÇÕES/FONTE:
Fonte:
Informações pessoais e sites consultados

Leia mais...

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

MONUMENTO NATURAL ESTADUAL DA PEDRA GRANDE - ATIBAIA – SP

0 comentários

MONUMENTO NATURAL ESTADUAL DA PEDRA GRANDE - ATIBAIA – SP

Atualização FEV/2019


LEVEI MEU FILHO

O grande atributo do MNE da Pedra Grande é o afloramento rochoso, principal ponto turístico da cidade, com 1 418 metros acima do nível do mar. Local ideal e bastante conhecido por sua beleza cênica e contemplativa, além de abrigar uma das principais rampas naturais para a prática de voo livre do país. Essas novas Unidades de Conservação apresentam um vasto campo para a prática de ecoturismo e turismo de aventura.

HISTÓRIA:
O Monumento Natural Estadual Pedra Grande foi criado pelo Decreto 55.662, de 30 de março de 2010. Ela abrange parte dos municípios de Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Mairiporã e Nazaré Paulista, com área total de 3.297 hectares.
Essa Unidade de Conservação, bastante conhecido na região de Atibaia, não só pela sua beleza cênica, mas por sua importância e singularidade de vegetação, tem como objetivo preservar os atributos bióticos, abióticos e cênicos do maciço da Pedra Grande.

ATRAÇÕES:
A principal é a Trilha da Minha Deusa, com aproximadamente 3km de extensão (ida, 6km ida e volta), considerada de nível moderado de dificuldade.


INGRESSO (SUJEITO ALTERAÇÃO) ::
Não há cobrança de ingresso.


CONTATO:
 fflorestal@fflorestal.sp.gov.brou ligue para (11) 4402-3533, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

ENDEREÇO:
O Monumento Natural Estadual Pedra Grande fica na Estrada Municipal Juca Sanches, nº 400, Jd. Brogotá, Atibaia/SP

MAIS INFORMAÇÕES/FONTE:
Fonte:
Informações pessoais e sites consultados:
Leia mais...

sábado, 7 de julho de 2018

PARQUE ESTADUAL MORRO DO DIABO - TEODORO SAMPAIO - SP

0 comentários


PARQUE ESTADUAL MORRO DO DIABO - TEODORO SAMPAIO - SP

ATUALIZAÇÃO 08/07/2018

LEVEI MEU FILHO

O Parque Estadual Morro do Diabo foi criado em 1941 como uma reserva, tornando-se parque apenas em 1986, com o objetivo de preservar uma das últimas áreas de floresta de planalto do país. É uma das áreas núcleos da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasileira.
A unidade abriga uma das quatro áreas de proteção com mais de 10.000 hectares de Floresta Tropical Estacional Semidecidual, que originalmente cobria parte dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.
O bom estado de conservação de sua área de quase 34.000 hectares de Mata Atlântica de Interior permite a ocorrência de importantes espécies de fauna, inclusive algumas ameaçadas de extinção, como anta, queixada, bugio, puma e onça-pintada, além de uma das espécies de primata mais ameaçada do mundo, o mico-leão-preto, que encontra no Parque refúgio para a sua maior população livre. Estima-se que no Parque haja cerca de 1.200 indivíduos dessa espécie. Com relação à flora, o Parque abriga a maior reserva peroba-rosa, espécie importante para trabalhos de reflorestamento e recuperação de áreas degradadas.
ESTRUTURA - ALIMENTAÇÃO
O Parque possui um Centro de Visitantes com auditório, banheiros e salas adaptadas para educação ambiental. No local também há um Museu Natural com espécimes locais.
O Parque ainda dispõe de hospedarias estruturadas para receber visitantes e pesquisadores, além de refeitório na hospedaria e quiosques para piquenique.
Para os visitantes interessados em história e cultura, há o Ramal de Dourados, antiga ferrovia que corta o parque, onde é possível visualizar resquícios de estações construídas em meio à mata.


HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
Sob agendamentos
 INGRESSO:
A entrada é gratuita
ENDEREÇO/LOCALIZAÇÃO
SPV 28 - KM 11
Teodoro Sampaio - SP - CEP: 19280-000


O Parque Estadual do Morro do Diabo (PEMD) situa-se no pontal do Paranapanema, sudoeste do estado de São Paulo. Está inserido na unidade de gerenciamento de recursos hídricos pontal do Paranapanema (UGRH-22), que possui 11.838 km, 26 municípios e mais de 534.351 habitantes segundo o censo do IBGE 2000.
O pontal limita-se ao sul com o rio Paranapanema e a oeste com o rio Paraná e recebe esse nome por se situar exatamente na confluência desses rios.
O município que tem relação direta com o PEMD é Teodoro Sampaio, cujos confrontantes são os municípios de Rosana, Euclides Da Cunha Paulista, Mirante do Paranapanema, Presidente Epitácio e Marabá Paulista.
A região é bem servida de rodovias pavimentadas que interligam os municípios do pontal aos Estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e norte do Estado de São Paulo, sendo a principal delas a SP-270  Rodovia Raposo Tavares – que interliga São Paulo e Mato Grosso do Sul.
A partir da sede do município de Teodoro Sampaio, pela rodovia vicinal do córrego seco (SPV-28), a 11 km do centro.
SP-270 (Castello Branco até o final) SP-280 (até Presidente Prudente); SP-423(até Pirapozinho); rod. Olimpio Ferreira da Silva até Mirante do Paranapanema; SP-534 até Teodoro Sampaio e SPV 28 km 11.


MAIS INFORMAÇÕES:
(18) 3282-1599
(11) 95652-0546
pe.mdiabo@fflorestal.sp.gov.br


Leia mais...